Pequenos espaços com grande conforto

 

Por vezes menos é mais

No artigo de hoje poderá ver como pequenos espaços com grande conforto podem ser uma realidade nos dias de hoje. Para além do mais, tendo em conta que o aglomerar da população não pára de aumentar, fica cada vez mais dificil viver nas grandes cidades e ter apartamentos com grandes áreas.

Mas este fenómeno de casas completamente minúsculas, e até algumas delas portáteis, vai para além das necessidades sociais. Está a ser criado um novo conceito de lifestyle, mais simplista e menos stressante. Seja por necessidade financeira, por motivações ambientais ou simplesmente em busca de um espaço de trabalho fora do normal, a realidade é que existem actualmente muitas industrias empenhadas em equipar estes pequenos sonhos domésticos, oferecendo as mesmas condições e comodidades que uma resisdência de maior dimensão normalmente oferece.

Tomemos, por exemplo, esta casa de campo Provincetown, Massachusetts (mostrada acima) – com 90 metros quadrados e cheio de soluções personalizadas. A renovação de uma pequena casa de campo numa moradia de residência durante todo o ano exigiu que a cozinha se tornasse surpreendentemente arejada e com eletrodomésticos de dimensões modestas.

As pequenas casas mais inspiradoras demonstram as limitações e desafios apresentados pelos poucos metros quadrados que a constituem, mas isso faz com que se trabalhe em harmonia e com muita criatividade. Tomemos, por exemplo, o The Millennial Tiny House Prototype, um modelo construído da Nova Zelândia que relaciona o espaço de dormir e com o de trabalho através das suas escadas deslizantes de alumínio soldadas e embutidas na parede de armazenamento. Pequena e inteligente, esta casa transforma seu recurso funcional mais exclusivo em um elemento de design.


Graças às suas modestas dimensões, estas pequenas casas podem abrir as portas para os antigos sonhos residenciais do um dono da casa – ter melhores pavimentos, hardware arquitetônico, iluminação inovadora, eletrodomésticos de luxo, painéis solares e as mais recentes tecnologias de casas inteligentes podem ser incorporados, em menor escala, ou uma estrutura personalizada ou numa fração de uma casa em tamanho real.

Mesmo que o estilo de vida em pequenas casas não esteja o futuro, será sempre benéfico reconhecer os méritos deste estilo de vida e o movimento de design que está envolvido. Valorizando soluções de uma vida discreta, soluções essas que são economizadoras de espaço, eco-eficientes e funcionais.

Desta forma, muitos de nós que vivem em casas, apartamentos e outros espaços de maior dimensão, podem aprender com o este “movimento” de casas pequenas, pois ensina a vivermos bem com o que temos, e isto é algo que nunca sairá de moda.

Tags: , , ,